quinta-feira, 17 de julho de 2014

É Foda!!!

Olá Pessoas!!! Hoje um conhecido me disse que não me encontrava mais no Face e ficou indignado quando soube que desativei minha conta. E, ao saber que tenho blog disse que blogueiro é tudo fofoqueiro. Ainda bem que converso com Deus todos os dias e, nessas conversas sempre peço paciência e tolerância para lidar com certos tipos de pessoas, principalmente as preconceituosas...
E, como uma conversa puxa outra... ao falar de Deus, de tolerância, veio à minha cabeça uma reportagem que li hoje sobre dois jovens evangélicos que invadiram a igreja matriz no centro da cidade de sacramento em Minas Gerais e destruíram várias imagens de santos. Este é mais um dentre tantos absurdos que somos obrigados a digerir todos os dias. Já não bastasse todo o tipo de violência que ouvimos todos os dias ( ou convivemos algumas vezes ) ainda me vem o preconceito, que é uma forma muito feia de violência, pois viola o direito do outro.
E, de repente eu nem sou a pessoa mais indicada para apontar meu dedo podre, porque paradoxalmente também sou uma pessoa preconceituosa, pois quando digo que tenho preconceito contra o preconceituoso eu me igualo a ele, entretanto, graças a Javé, Jeová, Alah, Oxalá, Adonai, nasci desprovida de outros tipos de preconceitos comuns a tantos imbecis de plantão - como os de raça, crença, geográfico, de orientação sexual, social e sei lá mais que tipos de preconceitos possam existir em cima deste planeta. Acredito e sou a favor do respeito às diferenças. Eu não sou obrigada a conviver com aquilo que não gosto, porém sou obrigada a respeitar a individualidade do outro e, sobretudo,  o direito do outro de ser diferente de mim. 
Semanas atrás li um testemunho de uma transexual que me arrancou lágrimas, pois o que aquele ser humano sofreu dentro da própria casa - numa tentativa monstruosa dos familiares de transformá-lo numa pessoa "normal", foi de cortar o coração do próprio Hitler. Sinceramente eu me considero forte pra caralho, entretanto não suportaria um dia o que ela conviveu por muito mais de uma década. E sobreviveu... 
Antes de sairmos por aí enfiando o dedo na ferida do outro e apontado seus defeitos, poderíamos vestir sua pele para sentir suas feridas, suas dores, seus medos. Ou, pelo menos, tentar conhecê-lo melhor... 
Mas tudo bem, é mais fácil atirar pedras, não é mesmo???
E vocês sabem o porquê? Porque o ser humano é foda, no pior sentido da palavra!!!






Um comentário:

  1. muito bem esclarecido titia....que loucura esse mundo e mais: que merda esta humanidade religiosa e preconceituosa!

    ResponderExcluir