domingo, 13 de julho de 2014

A Copa da Alemanha

Assistindo a final da copa do mundo no Brasil, fiz uma pequena analogia ao nosso descobrimento, ocorrido há mais de 500 anos atrás:
Os europeus desembarcam em Porto Seguro, conquistam nosso povo, dançam com nossos índios e depois fodem com o nosso time.  O pior disso tudo é que gostamos tanto que ficamos felizes por  levarem nosso ouro embora!!!
Brincadeiras à parte, a seleção alemã conquistou não  só o tetra, mas também o carinho do povo de Santa Cruz Cabrália e (por que não?) do Brasil. Quem diria que os alemães - tidos como frios, viessem a ser considerados a seleção mais carismática da copa? Vestiram a camisa do Bahia e ainda tentaram cantar o hino do clube, dançaram o lepo lepo, visitaram índios; se integraram com a comunidade local e ainda deixaram doações e projetos sociais. Os caras se sentiram em casa e podemos dizer que esta foi a copa da Alemanha, afinal eles caíram tanto nas graças do povo que ficamos contentes com o resultado da final, mesmo após o massacre da última terça. 
Parabéns Alemanha pelas conquistas da taça e do povo brasileiro!

2 comentários:

  1. Um título merecido. Minha amiga desculpe a ausência, mas estou escrevendo alguns contos para meu próximo, que se Deus quiser deverá sair ano que vem.Postei um que provavelmente estará no livro, se desejar ler, vai o link abaixo. Tudo de bom pra você e sua família.

    http://ventosnaprimavera.blogspot.com.br/2014/07/parabola-do-duelo-mortal-em-terra-hostil.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senti sua falta meu querido. Vou agorinha mesmo provar o aperitivo enquanto fico à espera do livro.
      Um xero pr'ocê e vê se não some.

      Excluir