quinta-feira, 26 de junho de 2014

A Dentada da Vez

Eu juro que nunca mais juro mais nada, nadica de nada meeeeesmo. Jurei que não falaria sobre a Copa e falei do Pelô e agora volto a falar mais uma vez.
Gentem!!! Que ab-sur-dooooooo foi aquele episódio da mordida do jogador uruguaio no italiano?! Peloamoooorrr!! Que cara mais louco; o imbecil se recupera de uma cirurgia em apenas um mês e tem a oportunidade de defender sua seleção e, olha que o Uruguai depende - e muito, do talento do infeliz, daí o idiota vai e faz uma merda daquelas. Pode?! O infeliz tem mesmo é que ser punido e ir pra casa mais cedo chorar as pitangas ou cortar a droga do pulso com gillette merecidamente. 
O ser humano é mesmo incrível, nunca sabemos o que passa na cabeça dos nossos semelhantes, pois assim como o nosso vampiro, existem muitas pessoas que lutam por algo e, quando o tem nas mãos faz uma cagada dos infernos e põe tudo a perder, seja em relacionamentos ou em questões profissionais. Muitas vezes, acontece até com nós mesmos. O grande problema do Drácula uruguaio é a reincidência. É o velho ditado: "quem nasce pra tatu, morre cavando". Sem querer ofender o Fuleco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário