segunda-feira, 5 de maio de 2014

Reféns

O mundo se desenvolve tanto e tão rápido. Possuímos bens materiais e tecnológicos impensáveis há apenas três décadas atrás. Em 1980 quem imaginava ter computador em casa? E celular então?
Aumentamos nossa capacidade de produzir bens de consumo e consumistas. Produzimos muito mais alimentos da mesma forma que também produzimos famintos. E não é tão somente de comida, mas de outros tipos de fome, com muitas outras facetas e muito mais difíceis de seres saciadas.
A cada dia surgem novas tecnologias, da mesma forma que vão surgindo mais e mais alienados.
E, sem nos darmos conta vamos, gradativamente, nos tornando reféns. Somos todos reféns...
Uns são reféns do medo. Outros da angústia. Outros tantos são reféns do racismo, da intolerância e da ignorância. E outros ainda reféns da violência. Outros são tão, mas tão reféns de tantas coisas que nem vida têm - são zumbis, mortos por dentro, vivem uma sobrevida... 
A verdade é dura, mas cada um de nós é refém de alguma coisa. 
Do que você é refém????



2 comentários:

  1. ainda sou refém da complacência e do desejo magnético de estar perto de seres inferiores e cretinos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!
      Xero!!!

      Excluir