quinta-feira, 6 de março de 2014

Sobre Lepo Lepo, Baianos, Brasileiros e Alienação

Gentem!!! Diz um ditado que é melhor ouvir tal coisa a ser surdo, hoje digo o contrário; melhor seria ter nascido surda que ouvir a barbaridade que ouvi hoje cedo no jornal local. Imaginem vocês que o Márcio Vitor, vocalista da banda Psirico, disse que a música Lepo Lepo fala da desigualdade e tem forte cunho social. Se alguém entendeu a piada, por favor me explique, porque a Titia até agora não captou a mensagem...
Ela pode até ter caído no gosto popular ( e da mídia ) e ter sido eleita a música do Carnaval 2014, mas daí a haver alguma mensagem naquilo, são outros quinhentos... 
Música com fundo e significado é Raiz de Todo Bem do Saulo Fernandes. Esta sim, sintetiza toda a verdade sobre a Bahia e seria o hino oficial dos baianos, se nós baianos pudéssemos um dia ter um hino.
Ela nos fala da nossa africanidade, nossas crenças, além de ressaltar nosso lado nordestino. E isso é importante, pois o baiano - tal qual o brasileiro, é um alienado geográfico. Não me xinguem, eu vou explicar.
O brasileiro não se sente latino americano, assim como o baiano não se sente nordestino. Brasileiro se sente europeu, norte americano, mas jamais um latino americano e baiano se sente do sudeste; pensa que é carioca ou paulista, um mineiro cansado, talvez, mas do nordeste, cabra da peste,nunca, nunquinha jamais... 






Nenhum comentário:

Postar um comentário