quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Olá Pessoas!!! Hoje vi um comercial de uma operadora de telefonia em que um casal estava na mesma mesa conectados com seus aparelhos celulares e, paradoxalmente, o  ator Gabriel Braga Nunes une as mãos de ambos enquanto os mesmos continuam teclando. E, como a vida imita a arte, lamentavelmente é comum esta mesma cena repetir-se cada vez mais na nossa sociedade. O homem está cada vez mais alienado. 
Gentem!!! Tenho colegas que ficam todo o tempo no whats-up, postam tudo o tempo todo e me chamam de jurássica, porque apesar de ter o dispositivo android no meu smartphone nunca usei a internet no aparelho. Não uso e não sinto falta. Pra ser bem sincera este excesso me enoja. Comprei o telefone esperto tão somente pelo preço.
Tenho amigas que não largam o tablet, até os livros que leem são no aparelhinho. A desculpa é que livro custa caro - sinceramente prefiro o toque e o cheiro do papel,gosto de marca textos, mesmo que para ter tal prazer tenha que gastar um pouco mais. Melhor gastar com aquilo que me dá prazer que com antidepressivos.
A internet é uma excelente ferramenta de pesquisa, de compra e até mesmo de oportunidades, mas tudo que é de mais sobra; sobra é resto. E este ninguém quer. Não é mesmo? Tem hora pra se conectar, mas também tem que ter a hora de deixar a rede de lado e sair, beijar, curtir, passear e gozar um pouco, afinal, ninguém é jegue.
Um xero!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário