sexta-feira, 28 de junho de 2013

Nos Braços do Pai

Impressionante como a crueldade humana não conhece limites!!! Triste saber que o ser humano está cada vez menos "humano". 
Ligamos a televisão e vemos atônitos crianças sendo assassinadas nos braços de seus pais:
Dia 17 último um menino de 2 anos foi assassinado nos braços do pai em Contagem Minas Gerais. Ontem a noite a mesma cena aconteceu em São Paulo; desta vez o menino tinha 5 aninhos e estava nos braços da mãe. 
Vocês acreditam que o pequenino implorou pela vida e ainda assim o monstro que efetuou o disparo não apiedou-se?!
Os braços de uma mãe (ou de um pai) deveriam ser o lugar mais seguro do mundo: é o primeiro refúgio que conhecemos.Não é a toa que quando estamos desesperados nos entregamos nos braços de Deus e, perder o filho de uma forma tão trágica, paradoxalmente no lugar onde seria a sua proteção natural, com certeza é a pior dor do mundo.
Me desculpem os politicamente corretos, mas sou a favor da maioridade penal, da prisão perpétua e, sobretudo de mudanças no nosso código penal. Pois a sensação de impunidade é o que faz com que monstros ateiem fogo em dentistas, joguem braços em córregos e tantas outras atrocidades a que estamos nos acostumando a assistir nos telejornais diários.
Enquanto nada for feito cada vez mais veremos filhos, sejam crianças ou não, arrancados dos braços de seus pais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário