quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Aprendizado

Olá Pessoas!!! Hoje vou relatar uma historinha que aconteceu lá no meu local de trabalho e que me fez tirar uma lição tão bacana, mas tão bacana que faço questão de compartilhar com vocês.
Todos os dias, assim que acordo, entrego meu dia a Papai do Céu e peço a Ele que me dê um dia de paz e que eu possa passá-la ao maior número de pessoas que cruzar o meu caminho, pois sem  paz o mundo torna-se um lugar insuportável e sem ela nos tornamos seres atormentados, tristes e amargurados.
Graças a Deus só tem aparecido gente boa e de bem lá no meu setor, vez ou outra aparece um filhote de cruz credo, mas era exceção - usei o verbo no tempo passado, pois hoje apareceram dois representantes  dessa espécie e, dou graças a Deus, pois graças a elas pude perceber que posso me tornar uma pessoa muito melhor.
Essas pessoas foram super grossas comigo , sem nenhum motivo e quando pensei em alterar o tom da minha voz de taquara rachada, respirei fundo e lembrei de uma pequena crônica que li dias atrás e tratei-os da melhor maneira possível, como um bom profissional o faz. Leiam a crônica abaixo, reflitam e quando pessoas assim surgirem no caminho de vocês saberão exatamente o que fazer; foi assim que eu fiz.
A pessoa inteira é um ator e não um reator. O colunista Sydnei Harris conta (...) que acompanhava um amigo à banca de jornais. O amigo cumprimentou o jornaleiro amavelmente, mas como retorno recebeu um tratamento rude e grosseiro. Pegando o jornal que foi atirado em sua direção, o amigo de Harris sorriu polidamente e desejou um bom fim de semana ao jornaleiro. Quando os dois amigos desciam pela rua, o colunista perguntou:
' - Ele sempre te trata com tanta grosseria?'
' - Sim, infelizmente é sempre assim.'
' - E você é sempre tão polido e amigável com ele?'
'  - Sim, sou.'
' - Por que você é sempre tão educado, já que ele é tão inamistoso com você?'
' - Porque não quero que ele decida como eu devo agir.' 
Um xero!!!!

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada meu amigo!!! Quanta saudade de comentar seus textos maravilhosos tb. Agora só leio e fico brigando pra comentar.
      Um xero!!!

      Excluir