sábado, 16 de junho de 2012

Angelina Filgueiras

Olá Pessoas!!! Hoje eu acordei disposta a fazer um post pro meu amado, para agradecer o bem danado que ele me faz. Levantei, tomei meu banho, tomei meu café e resolvi ligar a tv. Pimba!!! Lá se foi mais um post sobre o amor...
O que vi me chocou, porque violência sempre me choca - crime passional então... nem se fala!!!  Todos os dias mulheres são brutalmente assassinadas por seus ex companheiros.Gentem!!! Isso é um absurdo! Não é a primeira vez que falo sobre isso aqui no blog e infelizmente não será a última. O Pedrito sempre fala que sou repetitiva. Mas se as tragédias acontecem  falo meeesmo.Vou fingir que nada aconteceu só pra não me repetir? Desculpe amigo, mas sou mesmo assim.O que sinto falo mil vezes. Sou reiterativa. Morro gritando contra a violência.Principalmente quando se usa o amor como desculpa. Quem ama não mata, não agride, não ofende; Quem ama protege, defende e respeita.
Perdi uma amiga muito querida há muitos anos atrás - assassinada na frente do filho de 4 anos pelo ex marido.Nunca consegui entender o porquê. Ela era uma pessoa cheia de vida,uma boa mãe e excelente amiga. Mas virou estatística e a partir do momento que um ser humano passa a ser considerado número, perde sua identidade. Quando vemos uma história dessa na televisão não conseguimos pensar que por trás da reportagem tem a dor da família. Sou mulher e tenho um ex marido então, sou uma vítima em potencial. Toda mulher o é. As tragédias acontecem nas melhores famílias, apesar de não acreditarmos muito nisso.Que garantia você tem de não ser a próxima? Eu não tenho!!!
A vítima desta vez é a policial federal Angelina Filgueiras, irmã da modelo Angela Bismarchi.Uma moça linda de 42 anos , de bem com a vida.  
Meu Deus que mundo é esse? Mês passado foi a louca do asfalto que matou e esquartejou o marido, o rapaz da Yoki.Agora vem outro maluco e comete esta barbaridade!!!Jesus!!!
O Face serviu pra alguma coisa. Fucei e encontrei a Angelina Filgueiras. Vi as fotos, li as notas e copiei uma para que vejam que a mulher que perde a vida, igual a mim e a você tem sonhos,projetos. Não é tão somente uma estatística.É mais uma vida que foi ceifada precocemente por um homem desequilibrado a quem amou um dia. 


  • por Angelina Filgueiras, segunda, 7 de Fevereiro de 2011 às 12:48 ·
    Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes
    que o relógio marque meia noite minha função escolher que tipo
    de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer
    as águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter
    dinheiro ou me sentir encorajada para administrar minhas finanças,
    evitando o desperdí­cio. Posso reclamar sobre minha saúde ou dar
    graças por estar viva. Posso me queixar de não ter meus pais por
    perto ou posso ser grata por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir
    trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o
    trabalho doméstico ou agradecer a Deus por ter um lar. Posso lamentar
    decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer
    novas amizades. Se as coisas nÃo saíram cocmo planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente
    esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, a escultora que
    pode dar forma. Tudo depende de mim e da benção de Deus.

    Compartilhar

2 comentários:

  1. Não defendo ninguém, não sou advogado, porém a babá da filha do homem que morreu falou que ele humilhava ela sempre. Juntou a humilhação e a raiva da traição. Quem sabe ela não resolveu fazer esta loucura em um momento de fúria? Neste mundo tudo acontece.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredita que eu estava comentando isso com um colega de trabalho?
      Tua noiva chegou ontem. Matou saudade?
      Um xeeero!!!

      Excluir