terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Um Dia Daqueles

Gentem!!! Hoje foi um daqueles dias que se eu soubesse como seria, juro pra vocês, não teria levantado da cama. Foi assim que pensei a algumas horas atrás. Vejam o porquê e o que me fez mudar de ideia.
Faltaram duas colegas de trabalho, então sobrecarregou o serviço para todos do setor. Trabalhei feito um cavalo e na hora de ir embora vi que a chave do meu setor não estava no lugar de costume. Ai gentem!!! Que saco, justo na hora de ir embora e todo mundo já tinha ido, só um colega ficara comigo e, ele não fica com a tal chave. Tirei o celular da bolsa e liga pra um , pra outro e nada. Quase uma hora depois, a bendita chave aparece no fundo de uma gaveta. Tudo bem.Peguei a danada e corri para o cabeleireiro, onde tinha hora marcada.  Meu colega me deu uma carona até o salão,mas por conta da chave, claro, cheguei atrasada e o salão,claro ,tratou de colocar outra cliente no lugar e tive que ficar esperando alguma desistência. Acreditem! Hoje é a festa de formatura de uma faculdade local e formandas e mães lotaram os salões: maquiagem e cabelo. Fiquei três horas e meia no salão, isso sem almoçar, pois como estava esperando uma vaga, não poderia sair. Gentem!!! Vocês já repararam como a hora não passa quando estamos esperando? O pior é que pra desgraça ser completa,  eu estava moooooooooorta de fome. Aliás a desgraça ainda não estava completa: fui atendida e quando enfio a mão na bolsa... cadê a carteira? Deixei no meu setor, creio que dentro da gaveta, junto com o celular. Pode? Que mico!! Ainda bem que não xinguei, nem fiz escândalo por conta da espera, senão teria sido pior... Nada, o pior ainda está por vir; o salão é do outro lado da cidade e, sem o celular para ligar para um mototaxista conhecido, nem dinheiro para o ônibus, tive que bater canela até em casa e, acreditem, com fome e de salto alto. Todo castigo pra Titia é pouco. Não pensem que acabou por aí. Cheguei em casa com uma fome do cão e os pés doendo pra caralho e minha mãe estava descabelada, porque ligou várias vezes no meu celular e...isso mesmo, não estava comigo. Ouvi hor-ro-res. Bem feito!! Quem mandou ser relaxada? Eu estava me controlando pra não explodir. Daí parei para refletir: meu colega não tinha nada haver com o sumiço da tal chave e poderia ter ido embora, mas ficou comigo até o fim e ainda me deu carona. Meu cabeleireiro nem fez cara feia quando disse que esqueci a carteira, me tratou super bem ,me animou. E mamãe me deu bronca, óbvio, por me amar e se preocupar comigo. Houve uma época em São Paulo , logo quando cheguei,morava na Cásper Líbero, ao lado da Estação da Luz. Andava o dia todo morta de fome,procurando trabalho, chegava em casa com os pés num estado bem pior que hoje, sem encontrar nada e tinha que ir pra cozinha fazer comida. Hoje eu andei porque esqueci a carteira no trabalho. Sentiu a diferença?? Tenho um trabalho e pessoas bacanas ao lado, como o meu colega e o meu cabeleireiro (que me acompanha há anos). Quantas pessoas não queriam hoje um emprego? Quantas não andam como eu mesma andei sem encontrar nada? E quantas pessoas não gostariam de ter uma mãe preocupada à sua espera? Vejam pelo lado bom, meu dia ruim serviu para eu dar valor um pouco mais à minha vida, às coisas e pessoas que tenho ao lado. Ah, serviu também de inspiração para esta postagem. Então, meus amigos,procurem ver sempre o lado bom das situações,  um dia de cão faz parte e acontece nas melhores famílias. A propósito,meus pés já não doem e o meu cabelo ficou ótimo, valeu a espera!
Um xero da Titia.

2 comentários:

  1. Putz,que situação rs
    É se a gente não olhar o lado bom das coisas vamos é envelhecer de tanta ruga,rssr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dry cê nem imagina o carão que fiquei quando abri a bolsa e a carteira não estava lá. Juro pra vc que tive vontade de sumir. Agora me fala, já pensou a minha cara se eu tivesse feito escândalo por causa do atraso no atendimento?Aí sim eu teria feito igualavestruz e enfiado a cabeça embaixo da terra. Rs

      Excluir