segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Arrastão, Agora Sim

Gentem!!!! Atendendo a pedidos venho manifestar uma opinião sobre este caos que está acontecendo no nosso estado.Muito se fala,muito se noticia, mas a verdade é que ninguém parou para analisar as entrelinhas da problemática.
A Titia foi a campo, conversou com várias pessoas, entre elas dois policiais militares e um civil.E a Titia também viu alguns noticiários nos veículos de comunicação - diga-se de passagem,  que a nossa imprensa é totalmente partidária e, não me pergunte os motivos. 
Arrastão, pânico, assassinatos. Ministro da justiça. Polícia do Exército, com seu armamento de guerra, totalmente impróprio para policiar as ruas.Esta é a Bahia. Venho a público falar do que vi. E o que vi não me agradou, pois vejo pais de família sendo tratados como bandidos. Pelo AMOR DE DEUS, um policial baiano ganha R$1.600,00 ( mil e seiscentos reais ) líquido,esse é o preço de sua vida! O governo prometeu aumento e sei lá mais o que e não cumpriu. O que pode ser feito? Greve - cada um luta como pode, é um direito adquirido. Muito me admira o PT, cuja figura central veio do meio sindical, tomar uma posição completamente arbitrária, sem querer ao menos conversar com os grevistas. Me admira mais ainda o senhor governador mandar aquele monte de policial do exército invadir a Assembleia Legislativa, cortar água e luz, sabendo que tem mais de quatro mil pessoas lá dentro, inclusive crianças  . Esse mesmo cidadão em junho do ano passado forneceu alimentação e banheiros químicos para os dez mil sem terras que invadiram o mesmo local. Por que será que os Sem Terra têm tratamento totalmente diferenciado, sendo que a Constituição Brasileira é igual para todos os cidadãos? Porque Senhor Governador? 
Gentem!!!! Esses homens são pais de família, são filhos , são irmãos, são seres humanos que ganham um salário de miséria para nos dar segurança. Mas a visão distorcida que nos estão passando é de que se trata de bandidos amotinados. Policiais lutando por seus direitos, estão sendo presos por formação de quadrilha. Pode? E ainda há insinuações que os próprios policiais estão organizando saques... Não comprem o que eles querem te vender.
Quando um policial morre, não vai um representante dos direitos humanos saber a situação da viúva e dos filhos. Morre um bandido pra ver? 
Tenho dois filhos e quando eram pequenos, sempre ensinei o seguinte pra eles: "Se alguma vez se perderem ou precisarem de ajuda, jamais peça a um estranho. Procure um policial." Poucas vezes precisei da polícia, mas  em todas elas sempre fui bem tratada. 
As informações sobre salário e o motivo da greve ( promessas não cumpridas pelo governo ) me foram passada por um policial. Se a greve é justa ou não, cabe a cada um analisar.Agora o que não é justo é o tratamento dado à categoria. Isso é uma opinião da Titia. Chega de tratar policial como bandido. Hoje estamos vendo o caos que seria o mundo sem polícia. Portanto senhor governador, dá um aumento decente, visto que um PM no DF ganha quase cinco mil Reais. E te cuida, porque no andar da carruagem a Polícia Civil também vai parar. E agora José?
Melhor chamar o Super Man, o Quarteto Fantástico e os Ex Men ( é assim que se escreve? ), porque a PE não vai dar conta não. 
Um xero da Titia.



Um comentário:

  1. É uma vergonha isso mesmo!
    A vida dos baianos ficou parada no tempo!
    E colocaram uns homens da guarda nacional q a gente quase nem vê!O governador só pensa é no carnaval,na folia,mas na segurança do povo,fica em última opção!
    Boa crítica da titia...rs

    ResponderExcluir