quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Sonhos

Eu não posso deixar de escrever sobre uma senhora que conheço há alguns anos, mas não sabia sua idade - só ontem soube que tem 73 anos. Gentem!!! Juro para vocês que não parece. Curiosa como sou, não pude perguntar o segredo de tamanha jovialidade e me encantei com a resposta: " tenho a cabeça na lua, nunca parei de sonhar."
Realmente é o sonho que nos impulsiona, que nos leva adiante e, sobretudo, o que nos mantém vivos. 
A pior espécie de solidão é a solidão a dois ( que prometo falar em um outro post ) , da mesma maneira que a pior espécie de morte é aquela que se morre  em vida e isso acontece quando perdemos a capacidade de sonhar. 
Estamos no início de um novo ano,  época propícia para rever nossas metas, traçar planos e buscar realizar nossos sonhos, seja  ele qual for : uma viagem ao exterior, uma casa própria, um novo emprego, um concurso público, um diploma, uns quilinhos a menos, ou  a mais (por que não?!), encontrar uma pessoa bacana ou se livrar de um relacionamento que não te dá mais prazer. Sei lá, as possibilidades são infinitas... E necessitamos sonhar sempre. 
E não importa qual seja ; não existe sonho grande ou pequeno, assim como também não existe sonho possível ou impossível. Uma vez alguém me disse tudo é possível, o impossível apenas demora um pouco mais para acontecer.
Acredite na sua capacidade sempre e lute pelo que almeja - mesmo que para os outros seja uma bobagem.

"Somos do tamanho dos nosso sonhos" 
 Fernando (maravilhoso) Pessoa



Sobre Amigos

Já ouvi e já li tanta coisa acerca de amizade, creio que até já escrevi sobre este tema aqui no blog - e não foi só uma vez. Mas é sempre bom falar de coisa boa. E amigo é uma coisa muuuuuuuito, mas muito boa!
Um amigo nos entende e, mesmo quando não nos compreende fica do nosso lado, dando seu apoio incondicional. Camilo Bertholdo é um amigo assim. E é a ele que dedico este post. 
Já falei um milhão de vezes que homenagens e flores só quero receber em vida, por isso faço questão de dengar às pessoas amadas sempre que possível e, como meu amigo está distante, quero dizer-lhe o quanto me faz falta, o quanto preciso das nossas conversas e até das nossas picuinhas. Da nossa amizade não sinto falta, pois mesmo de longe continuamos ligados, afinal como já dizia o nosso Vinícius: "A  amizade é um amor que nunca morre." A prova disso é que tenho amigas que não vejo há anos, mas quando falamos parece que o tempo nunca passou. 
Quero te homenagear meu amigo e, sobretudo, quero agradecer por não ter desistido de mim, mesmo quando eu já o havia feito; Camilo continua lendo o blog, apesar de nunca mais eu ter postado absolutamente nada. Cara eu te amodoro e prometo que escreverei mais, muito mais daqui pra frente e, sempre que o fizer, lembrarei que meu amigo esteja aonde estiver estará lendo. 
Obrigada pelo incentivo, pela amizade, pelo carinho e por tantas e tantas coisas que só quem tem um amigo de verdade sabe dar o devido valor.
Um xero no coração!

Mariene De Castro - Impossível Acreditar Que Perdi Você

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014


O amor nunca morre de morte natural. Ele morre porque nós não sabemos como renovar a sua fonte. Morre de cegueira e dos erros e das traições. Morre de doença e das feridas; morre de exaustão, das devastações, da falta de brilho.Anais Nin

Ano Novo, Nova Bagagem

Todo começo de ano é sempre a mesma coisa; as pessoas comem uvinhas, pulam ondinhas e esperam um ano bom, realmente novo.
Eu só tenho uma superstição que é reunir o máximo de amigos e parentes que puder e passar a entrada rodeada de energias positivas de pessoas que realmente me amam de verdade - pessoas que verdadeiramente querem, torcem, lutam e contribuem com minha felicidade. Acredito na força da energia da mente.
Outra coisa que costumo fazer é após o início do meu ano pessoal, a data do meu aniversário ( 08 de Outubro ), paro  e repenso o ano que vivenciei , vejo o que valeu ou não a pena. Depois de avaliar direitinho, tenho alguns meses para ir cortando o que me machucou, planejando e botando em prática os projetos do ano seguinte. Normalmente vou fazendo um parto, ou aborto, entre Outubro e Janeiro. Quando o ano começa, estou limpa, desintoxicada, de bagagem nova para mais uma jornada que com certeza, será de inteiramente repaginado.
Xero pessoas!!!

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Reconstrução e Maturidade

Hoje me vejo ouvindo músicas que no passado repudiava, me pego lendo livros que antes eu detestava. Meu filho até estranhou isso dias atrás. O ser humano constrói e reconstrói a si próprio todos os dias: pobre daquele que não consegue rever seus conceitos. Coitado dos radicais.
Cheguei a um ponto da minha vida que aderi à Metamorfose Ambulante do nosso saudoso Rauzito e dou graças a Deus por isso. E, confesso que gosto muito mais de mim assim, do que na época que vivia impondo ao mundo os meus gostos, os meus valores, os meus pontos de vista. Sofri muito por querer sobrepor minhas ideias às demais.
A maturidade é foda!!! Você sente a lei da gravidade agindo sobre sua bunda, seus peitos, sua cara, enquanto sua mente vai ficando mais aberta e menos descomplicada. A natureza realmente é cruel: Podíamos ser iguais ao Benjamin Button: irmos rejuvenescendo com o passar dos anos. Assim eu teria um corpitcho de 17 e uma cabeça de... aff, deixa pra lá.
A verdade é que a vida, de repente, parece descomplicar, você começar a entender muito melhor as coisas. aquela velha história: se eu pudesse voltar aos meus 15 anos com a cabeça que tenho hoje...


quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Gentileza

Olá Pessoas! Hoje é o dia mundial da gentileza. Muita gente boa confunde gentileza com educação, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra: a educação é extrínseca ao passo que a gentileza é intrínseca; você pode educar uma pessoa, mas gentileza vem de dentro. Ou se é gentil, ou não. Quer um exemplo prático?
Nós brasileiros somos um povo muito, mas muito mal educados; jogamos papel no chão, não paramos na faixa de pedestres entre tantos outros exemplos que eu poderia ficar enumerando hooooras, em compensação, somos muito, mas muito gentis. Acredito que não exista na galáxia povo mais gentil que nós. Quem teve o privilégio de sair do país saberá exatamente do que estou falando.
O brasileiro é alegre, caloroso e gentil. Gostamos de nos relacionar. E a gentileza é um fator que enriquece os relacionamentos, pois é esta quem os torna mais humanos, menos ríspidos; Nos tornamos amáveis, nos fazemos amados. Oferecemos ao outro o que há de melhor em nós e recebemos em troca o que o outro tem de melhor a nos oferecer, afinal, gentileza gera gentileza. 
Eu sempre digo que a gentileza nos humaniza no sentido mais completo da palavra, porque ela nos aproxima do nosso semelhante e, ninguém consegue ser feliz sozinho.





quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Analgésico

Cada vez mais acredito que em alguma outra vida fui um desses ratinhos brancos de laboratório - tipo Pink e Cérebro, ou nasci com algum gene de um destes bichinhos: adoro experimentar coisas, fazer experiências. Claro que não saio por aí tomando tudo o que me dizem que é bom; antes procuro alguém que usou. Começo com os parentes, amigos,  colegas de trabalho, conhecidos e depois fuço na net. O próximo passo é testar na minha pessoa. Prazer, Titia, a Cobaia.
Dentre as coisas que experimentei,  faço uso semanalmente e nunca mais na vida ficarei sem é, sem sombra de dúvida, a auto hemoterapia. Logo no início, me impressionei tanto que falava para as pessoas as maravilhas da auto hemo e,  tantas foram as críticas que ouvi que me calei. Entendi que o ser humano só acredita no complicado, no caro ou no impossível. Então, continuo tomando minhas aplicações junto com mamãe - que melhorou 100% dos males da velhice.
Ontem uma amiga me procurou, pois não suportava mais as dores e isso e aquilo, já estava entrando em depressão e blá, blá, blá. Acabei por passar o telefone da enfermeira que nos atende e, imediatamente, ela ligou para a moça, marcou uma sessão e estava eufórica pra cacete! Puro fogo de palha! Acho que alguém deve ter falado merdas sobre a técnica e ela nem teve a decência de  ligar para a enfermeira de volta cancelando o horário da aplicação. Quer saber? Entrei na minha bolha e liguei o botão do FODA-SE!!! 
Parei com esta vontade alucinada de ver todos bem, felizes e etc. Quer sentir dores porra?! Sinta. Simplesmente corta os pulsos com Gillette. Só não me procura mais, porque, sinceramente não sou o Muro das Lamentações, muito menos analgésico.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Quanto mais os dias passam, mais tenho a certeza de que o que  importa não é o que você tem na vida; o que realmente importa é quem você tem na vida. Por isso cada dia procuro cuidar com muito carinho, muito amor e, sobretudo com muito respeito dos amigos que a vida me presenteou e da família linda e honesta que Deus me deu a honra de pertencer.

17 - ALCIONE - ILHA DE MARÉ [HD 640x360 XVID Wide Screen].avi

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Eleições 2014

Faço parte de uma geração histórica que pintou a cara para tirar um presidente do poder e assiste atônita aos escândalos de mensalões e, quando pensa que vai dar em alguma coisa, mais uma vez decepciona-se, pois cadeia - de fato, neste país é tão somente para preto, pobre e ladrão de galinhas...
Muitos dizem com orgulho que nunca se investigou tanto, nunca houve tantas CPIs ao que eu me pergunto: Investiga-se mais ou rouba-se muito mais ainda?! A verdade é que investigam, investigam e, invariavelmente acaba tudo em pizza. Somente quem delatou o escândalo foi punido. Parece que recebeu uma punição para servir de exemplo, assim outros pensarão melhor quando for denunciar algum esquema.
Papai e mamãe foram afiliados do antigo MDB, sonhavam com a democracia. O meu mano mais velho, o João foi a primeira pessoa que conheci que vestia a camisa vermelha do PT, queria os trabalhadores no poder. Eu nunca me afiliei, nem vesti camisa alguma e, por muitas vezes me senti uma inútil sem ideal. Hoje me sinto até leve por isso.
Ah, mas Titia, temos que votar que isso e que aquilo e sei lá mais que picas de ideologias do caralho!!! Meu amigo a verdade é que político no Brasil é uma profissão: o cara entra e não quer mais largar o osso. E o povo briga para mantê-los no poder. Se o dinheiro gasto com corrupção fosse investido como deveria, teríamos educação, saúde, segurança e esta terra seria o melhor lugar no mundo para se viver. Entretanto, a saúde é um lixo,  a educação básica está sucateada e a segurança pública nem se fala. O que me irrita profundamente é que mesmo quem está no poder fala em mudanças em melhorar isso e aquilo. Porra!!! Esse povo deve hidratar a pele e se barbear com óleo de peroba, pois vai ter a cara de pau assim, bem longe...
A política, sinceramente, da forma como é feita no Brasil, me dá ânsia de vômito! Me dá urticária. 
Resume-se assim: "Farinha pouca, meu pirão primeiro". O povo? Ah, o povo é um mero detalhe.
Bom dia!

sábado, 20 de setembro de 2014

Sobre a Raiva

A raiva é uma péssima conselheira, eu diria até que é a pior das conselheiras. Invariavelmente quando estamos com raiva tomamos as piores decisões ou machucamos pessoas que não têm nada a ver com nossos problemas.
Agir ou reagir numa situação assim sempre traz o arrependimento depois. E este só vem tarde.
O ex costumava dizer que " o diabo é esperto, porque é velho e não porque é diabo". Realmente com o tempo ficamos mais espertos; eu, por exemplo, aprendi a contar até 10 e a controlar mais os meus impulsos. Já não mando alguém cortar os pulsos com gillette por tudo e por nada...
A verdade é que aprendi a duras penas, pois machuquei e acabei por  perder pessoas queridas nos meus momentos de ira. A língua nessas horas funciona como navalha que corta e fere a alma de quem amamos - dizemos as piores verdades. A raiva nos torna cruéis.
  

domingo, 7 de setembro de 2014

Vamos esquecer o racismo e falar um pouco sobre trabalho. Sim, isso mesmo "trabalho". Passamos muito mais tempo com nossos colegas de trabalho do que com nossa família, isso é fato, portanto deve ser horrível fazer o que não se gosta ao lado de quem se detesta.
Sempre digo que dinheiro é só dinheiro e não passa disso. Satisfação pessoal, esta sim, é algo que vale muuuuuuuuuuito a pena. Não há dinheiro que pague a sensação de fazer o que se gosta, o fardo se torna leve. 
É muito triste ver muitas pessoas reclamando do lugar onde se ganha o pão. Porra!!! É de lascar!!! Cara, se tu não gosta do que faz, procura meios de mudar isso, porque senão o cabra pira na maionese. 
Estou falando isso,porque amanhã é segunda feira ou seja, o começo de uma nova semana. Além do mais, lembre-se que já chegamos no BRO (setembro, outubro, novembro, dezembro) e quando chega neste período, meu benhê, o ano acabou!!! Se não está satisfeito com o que faz, começa a analisar novos projetos, ver o que realmente te dá prazer, porque só temos uma vida e a obrigação de ser felizes, sob todos os aspectos. É hora de fechar a comanda e acertar as contas com 2014 para ter projetos bacanas no ano que está batendo à porta!

Pai defende filho de abordagem policial racista em São José dos Campos

domingo, 31 de agosto de 2014

Ivete Sangalo - Easy (Ao Vivo No Madison Square Garden)

Ivete Sangalo - Easy (Ao Vivo No Madison Square Garden)

O Racismo e a Bosta

Na semana passada três fatos viraram notícias no Brasil e todos envolvendo episódios de racismo. Justo no Brasil, onde a imensa maioria da população é negra!!!
O caso mais marcante foi o do goleiro do Santos na partida contra o Grêmio em Porto Alegre e vale lembrar que não é a primeira vez que absurdos assim acontecem envolvendo o mesmo clube na mesma região. Aliás a região sul não me traz boas lembranças, pois eu também fui vítima de racismo em Santa Catarina e só quem sente na pele é que sabe o quanto dói, o quanto revolta.
Infelizmente, o Brasil é um país  racista e aprendemos isso desde a infância quando  nos ensinam nos bancos escolares que   fomos libertos por uma uma bondosa princesa branca e seguimos felizes para sempre. Muito mais tarde aprendemos que na verdade o processo de abolição aqui no Brasil foi uma monstruosidade, pois a burguesia importou mão-de-obra europeia e deixou o negro ao deus-dará - sendo esta a raiz da imensa desigualdade existente no país. 
A atriz Taís Araujo disse certa vez em uma reportagem que se sente mal nos restaurantes que frequenta, pois sente que seu lugar seria servindo as mesas ou limpando o chão. E é verdade, pois raramente vemos pessoas negras ocupando cargos de destaque ou sendo servidos em restaurantes chiques. Mesmo em um estado de imensa maioria negra, como a Bahia, dificilmente se vê um negro com emprego decente. Até nas novelas só aparecemos como serviçais - poucos são os que conseguem quebrar esta barreira, como é o caso da própria Taís e seu esposo, Lázaro Ramos. 
Enfrentamos tantas situações, matamos tantos leões todos os dias e ainda temos que suportar ofensas de vermes miseráveis. Sim, vermes pois para mim, racista não é gente, não é humano e não é nem macaco sequer: é uma bactéria, um espectro, uma bosta!!!


sábado, 23 de agosto de 2014

Echarpes, penteados e afins...

Olá Pessoas!!! No You Tube se aprende de tudo, desde uma maquiagem fodástica até fabricar um xibiu usando  luva de borracha ( verdade!!! ). Quando me sobra tempo  fuço um monte de coisas por lá. E confesso a vocês que tem me sido útil. Mas para chegar ao paraíso... Precisa-se primeiro atravessar o inferno e eu explico o porquê a vocês.
Nem sempre os vídeos são tão perfeitos quanto os que postei para vocês aqui no blog ( vide postagem anterior ). Gentem!!! As garotas dos vídeos supra citados ( chique benhê ) dão uma aula de como uma imagem vale mais do que mil palavras e, até uma sem jeito com nada como eu, aprende a fazer penteados, colocar um echarpe e sair linda por aí. Pena que precisa penar para achar vídeos assim, pois a imensa maioria é um monte de babacas, digo garotas, que se acham celebridades ( aliás no Brasil o que mais tem é celebridade ) e  ficam 15 longos minutos ensinando como fazer um rabo de cavalo ou dar um nó básico em um lenço, claro que em em catorze minutos e trinta segundos a imbecil, digo a menina, fica falando em como gosta de lenço, mostra quantos tem e se explica por estar com a cara amassada, se desculpa pelo barulho ao fundo - afinal é dia de feira na rua, ou passou um caminhão e tome blá, blá, blá, blá infinitamente. No final dos longos minutos, você quer cortar a porra dos pulsos com gillette por perder seu precioso tempo. 
Tudo bem, algumas moçoilas estão perdoadas, afinal, na adolescência cometemos os maiores micos das nossas vidas - eu mesma já fui fã incondicional do grupo Menudo, mas estamos perdoados, adolescente pooooooode!!!! Daqui a alguns anos elas verão os vídeos e vão querer deitar na BR. O pior é quando a peste perde a noção e se acha uma eterna adolescente: tem muita balzaquiana fazendo este tipo !!! Aí meu bem, nem cortar os pulsos com gillette resolve, só mesmo Jesus na causa...
E as vozes??? Meu Deuuuuuuuuuuuuuuuussssss!!!Irritante é pouco!!! Gentem!!! Pelo amooooooorrrrr!!!! Melhor nem comentar!!
Vou ficando por aqui antes que vocês me mandem à merda achando que os fiz perder sei lá quantos minutos com um post por demais longo ( e bobo ), mas pelo menos, vocês estão lendo... Pior seria se eu tivesse um canal no You Tube...
Um xero e um sábado lindo para vocês!

sábado, 16 de agosto de 2014

Acerca da Morte

Esta semana tivemos duas surpresas ruins: a primeira foi a morte do Robin Willians e a segunda - para nós brasileiros, mais chocante ainda, a de Eduardo Campos. A morte, apesar de ser a única certeza que temos nesta vida, nunca estamos preparados para ela. E, embora não costume pensar muito sobre ela, é inevitável abstrair diante de fatos iguais aos acontecidos.
Me peguei meditando sobre a morte e, mais ainda sobre a vida.
Gentem!!! Nós nos tornamos muito materialistas e, na correria atrás do vil metal, muitas vezes, esquecemos de coisas muito mais importantes, pois o dinheiro é só dinheiro e não passa disso. E, esta semana deu para entender ( para quem ainda não o tinha ) o porquê que dinheiro não traz felicidade. Se, de fato, trouxesse o Robin Willians não cometeria suicídio. Aliás, os países mais desenvolvidos do mundo são os lugares onde mais se comete  suicídio. 
Eu vivo repetindo que temos apenas e tão somente uma vida e, podemos morrer a qualquer momento - foi exatamente o que aconteceu com o Eduardo Campos, portanto necessitamos urgentemente gerenciar nosso tempo e, sobretudo, nossas emoções... 






sábado, 9 de agosto de 2014

Lei Maria da Penha

Fui procurada por uma amiga que está passando por uma situação lamentável e, infelizmente, comum a muitas mulheres brasileiras; ela apanhou do noivo e não sabeia se denunciava o filhote de cruz credo à polícia. Não venha falar merdas da menina, afinal se você nunca passou por esta circunstância poderá até pensar o porquê da dúvida, entretanto garanto que não é tão simples assim, pois normalmente o agressor é a pessoa que a mulher mais amou, fez planos e, de repente vê tudo terminar assim. Neste momento ela se sente vulnerável, frágil e ter que ir até a delegacia da mulher dar uma queixa é algo muito constrangedor: Assumir que apanhou é uma humilhação medonha, seja para a pobre coitada que depende do infeliz para comer e criar os filhos ou para a mulher independente que, muitas vezes, sustenta o vagabundo.
Se você está passando por uma situação complicada como esta, procure o apoio da sua família ou de amigos, porque muitas são as que calam por vergonha. A minha amiga até pensou em não dar queixa, mas eu a incentivei a procurar a DEAM e até liguei para um amigo policial que atende nesta delegacia e dei todas as coordenadas legais para que o agressor seja punido legalmente. Se no passado, bater em mulher era covardia, agora é crime! Maria da Penha neles!!!




sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Tenho duas partes
soltas dentro de mim;
Uma é chão, é terra
A outra é ar, é brisa.
Vivo num constante equilíbrio 
entre os pés no chão e 
e a alma ao vento.
Uma parte é a Cida que luta,
a outra é a Cida que sonha... 
Uma parte de mim
acorda cedo todo dia
e cuida das coisas práticas do dia a dia.
A outra é pura poesia,
se alimenta de sonhos
perdidos em palavras
que se criam 
e se recriam em rimas
se reinventam todo o tempo








segunda-feira, 28 de julho de 2014

O Lixo e o Luxo de Ser Brasileiro

Olá Pessoas!!! O vídeo do post anterior me lembrou algo que escrevi tempos atrás, se não me engano, o título é o luxo e o lixo ou o lixo e o luxo, não sei ao certo. Mas a verdade é que todos sabemos como pretos e pobres são tratados neste país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza. E pior que o preconceito é a hipocrisia de muitos em fingir que ele não existe... 
Triste atitude do motorista, que assim como o passageiro, também deve ser negro e pobre, mas age de acordo com a mentalidade bossal da classe dominante. É assim quando vemos policiais matando Amarildos ou arrastando Cláudias pelas ruas das cidades - muitos dos que oprimem fazem parte da mesma massa dos oprimidos: Policiais negros dando porra em ladrões mulato, como diria o grande Caetano. 
Este tipo de reportagem tem que servir pra alguma coisa; começar a analisar nossos conceitos, com certeza, é uma delas. 
Graças a Deus, além de deixar uma reflexão, ela nos deixa também a certeza que  temos um povo solidário. E este é o verdadeiro motivo para encher o peito e gritar: EU SOU BRASILEIRO COM MUITO ORGULHO, COM MUITO AMOR!!!! Eu sempre digo que temos o melhor povo do mundo, apesar de tantos problemas e de tanta desigualdade...  E se você ainda duvida disso, volte ao post anterior, assista ao vídeo e aplauda o gesto  dos demais passageiros. 


Caso de catador de latinhas barrado em ônibus repercute

sábado, 26 de julho de 2014

Esquecimento

Com o tempo vamos aprendendo a lidar com nossos fantasmas e com tudo o mais que teima em nos fazer infelizes. Amadurecer faz parte da vida e, feliz daquele que consegue aprender com os erros.
O tempo é o senhor de todas as respostas e o bálsamo pra todas as dores e, acredite : o tempo cura quase tudo e cicatriza quase todas as feridas.
Eu, por exemplo, venho aprendendo uma dura e dolorosa lição com este nobre senhor; a lição do esquecimento. Estou aprendendo a esquecer as pessoas que me machucam. 
É mais ou menos aquele ensinamento básico dos Alcoólicos Anônimos "um dia por vez". Ou a máxima do Catolicismo "só por hoje". Então, se alguém te machuca e  te faz mal tente não pensar nesta pessoa só por hoje. E siga adiante um dia por vez. Quando tiver se dado conta, verá que já faz uma semana que aquela pessoa já não te incomoda mais. Mais um pouco e lá se vai um mês, um ano até que chegará o dia que não restará sequer um indício daquilo que um dia te tirou o sono e te roubou o que tem de mais precioso que é a paz.
Pode não parecer nada fácil e, acredite realmente não é. Pra falar a verdade é bastante difícil, embora saibamos que não nascemos com pessoas dentro de nossos corações e mentes, existem algumas que se alojam, ficam tatuadas na memória e nosso lado masoquista teima em alimentar a saudade com lembranças de momentos que jamais voltarão. Pode ser um amor do passado ou um desafeto ou quem sabe até amores e desafetos do presente, mas sempre existe um traste que vale a pena ser esquecido. Sempre existe alguém que não merece nossos sentimentos sejam eles de amor ou de ódio...
Aprenda a gastar suas energias com pessoas que verdadeiramente valham a pena. E saiba que o pensamento é a força mais poderosa que temos, portanto não devemos concentrá-lo em bobagens e coisas negativas.

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Escrever

Houve um tempo que escrever foi um refúgio, uma fuga do mundo, das pessoas e até mesmo de mim. E assim durante muitos anos, eu - um ser tão estranho, me abriguei, me perdi e me encontrei em páginas amarelas de velhos cadernos denominados diários.
Também houve o tempo em que escrever era um prazer tão imenso e intenso que acabou por tornar-se uma necessidade, uma espécie de vício do bem. Nessa época era comum escrever crônicas e poesias em guardanapos de lanchonetes, em papéis de mesa de bar...
No tempo presente continuo escrevendo, no blog, na minha pasta pessoal e até em cadernos, acreditem... Muitas vezes tenho ideias malucas ou desabafos que se perdem sem ganhar forma de nada, nem de uma simples postagem. Noutras tantas vezes me falta tempo, me falta coragem e me faltam até motivos. Entretanto, sei que escrever está intrínseco no meu eu,  faz parte de mim. 
Não sou blogueira, nem poetisa e muito menos cronista. Sempre gostei de escrever diários. Quem escreve diário não seria "diarista"?????

Os Restos de Mim

Saio por aí
Andando na chuva
Descalça, despida
Vagando no escuro.
Cortando becos,
Pulando muros
Catando no vazio
Os restos de mim.